E Assim Dita Moros

E assim dita Moros:
 .
Noite severa que mesmo como fera esmera o corpo
Em seu corpo as estrelas e mortíferos beijos de sol em sua boca
Deita sobre mim ó mãe Nyx apoia teus seios em meu rosto
Deixas-me sem sono me despertando a usufrutuar da força
.
Caos profundo de tão moribundo engole a si mesmo
Além do abismo apenas vazio de si mesmo tu geras
Não és assim como Eros confuso, cheio e denso
Tu voltarás pai, no breve disparo destas três flechas
.
Sou o destino e  nunca sou visto, sou sempre certo, sou o efeito
Sou imutável indiscriminável em meu ventre estão os portais do oráculo
Com os pés na lama da terra e em minha mão direita o cetro
Sou Moros indiferença das coisas, sou a lei e a mim todo é subordinado
 .
   Não tema
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s